3/11/2011 12:00 am

Cavaco reconhece "efeito negativo" de referendo na Grécia

Cavaco reconhece “efeito negativo” de referendo na Grécia

O Presidente da República reconheceu nesta quinta-feira que a intenção de convocar um referendo na Grécia tem um “efeito negativo” sobre toda a Europa e provoca o aumento substancial da incerteza e da instabilidade financeira, que também afectará Portugal.

“A intenção de convocar um referendo na Grécia não pode deixar de nos merecer todo o respeito, mas naquilo que se refere à Europa o que podemos dizer é que essa intenção está a provocar, como vimos nos últimos dias um aumento substancial da incerteza e da instabilidade financeira na zona do Euro”, afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas à margem de uma visita ao concelho de Sintra.  

Admitindo que a esperança que parecia ter sido criada na última cimeira europeia parece estar a “esboroar-se pelo menos por agora”, Cavaco Silva reconheceu o efeito negativo da intenção da Grécia.  

 “Há um efeito negativo, como é óbvio, sobre toda a Europa e que, dessa forma afectará também Portugal, na medida em que o crescimento económico dos nossos principais parceiros vai ser mais dificultado e por isso Portugal terá mais dificuldade em alcançar as suas metas no domínio das exportações”, sublinhou.  

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/cavaco-reconhece-efeito-negativo-de-referendo-na-grecia


CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br