16/11/2010 12:00 am

CAMINHADA NA LITORÂNEA ENCERRA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DO DIABETES

CAMINHADA NA LITORÂNEA ENCERRA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DO DIABETES

Mais de 400 pessoas de todas as idades participaram da caminhada de 1Km que partiu da área do Parquinho da Avenida Litorânea em direção ao Ipem.

Uma caminhada de combate ao diabetes encerrou a campanha em prol do Dia Mundial do Diabetes, comemorado neste domingo (14). Mais de 400pessoas de todas as idades participaram da caminhada de 1Km que partiu da área do Parquinho da Avenida Litorânea em direção ao Ipem. Antes, um café da manhã foi servido aos participantes.

A caminhada contou com a participação do prefeito de São Luís, João Castelo, da primeira-dama Gardenia Gonçalves, do secretário municipal de Saúde, Gutemberg Araújo, de agentes de saúde, adultos e idosos.

Durante o evento, o prefeito alertou a população para os cuidados de uma boa alimentação a fim de evitar a diabetes. “Eu sou diabético e, por isso, sei a importância da prevenção, dos cuidados que todos  devem ter, principalmente na alimentação. Eu faço exercícios, entre eles, esteira, e gosto de caminhar mais ou menos 6km. Procuro controlar minha alimentação direitinho, tudo para ter uma vida mais saudável”, disse João Castelo.

Com o tema “Diabetes: Educar para Prevenir”, a campanha do Dia Mundial do Diabetes teve como objetivo chamar a atenção de quem está envolvido direta ou indiretamente nos cuidados com a doença. Ela acontece em todo o mundo, através de uma rede de parceiros em prol da vida e a favor da prevenção.

“Para se ter uma ideia, somente durante a ação, mais de 500 pessoas descobriram que são portadores da doença. Em São Luís, uma população de 34 mil pessoas sofre as consequências do diabetes. Desse total, a Semus tem cadastrado no Programa Hiperdia apenas 12.500 pessoas, que são acompanhadas e recebem toda a assistência necessária”, destacou Gutemberg Araújo, ressaltando que essas ações são importantes para divulgação do programa e descoberta de novos casos para acompanhamento. 

Participaram do evento ainda o staff da Semus, imprensa e representantes dos parceiros locais da campanha – Multiclínicas; Laboratório Mendel; Rede de Supermercados Maciel; Academia Viva Água; Drogaria Big Bem; Uniceuma; Centro de Ensino Superior Santa Terezinha (Cest); Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metodologia Regional do Maranhão; Associação Maranhense do Diabetes Tipo I; Associação de Diabéticos e Hipertensos do Maranhão; Conselho Municipal de Saúde; FBMFarma Indústria Farmacêutica; Laboratórios Roche e Lily.

Ainda na ação, acadêmicos de Enfermagem prestaram serviços para os participantes, como teste de glicemia e aferição de pressão.

Durante a semana, várias ações foram realizadas nas unidades de referência da Semus e junto aos parceiros, como testes de glicemia capilar, aferição de pressão arterial, certificação de peso, altura, circunferência abdominal e Índice de Massa Corporal (IMC), além do repasse de informações sobre alimentação saudável. O trabalho foi realizado por equipes multiprofissionais que repassaram ao público orientações sobre a importância da educação em diabetes.

Programa Hiperdia A Prefeitura de São Luís, por meio da Semus, implantou um programa de Educação em Diabetes em quatro unidades de saúde do município, que tornaram-se referência – Centro de Especialidades Médicas do Filipinho, Centro de Especialidades Médicas Vila Esperança, Unidade Mista do Bequimão e Centro de Saúde da Liberdade. O objetivo é promover a educação como ferramenta indispensável para a prevenção de complicações do diabetes.

Em São Luís, todo paciente dependente de insulina recebe através da Semus um kit (aparelho para medir glicemia com lancetador, lancetas, fitas reagentes, seringas para insulina e agulhas para uso em caneta de aplicação de insulina), além de material educativo para o monitoramento de suas glicemias.

Os portadores de diabetes são acompanhados por uma equipe formada de endocrinologista, nefrologista, nutricionista, educadores físicos, enfermeiro especialista em educação em diabetes e técnicos de enfermagem que promovem atendimento multiprofissional com o objetivo educacional de esclarecer a importância da educação baseada em evidências na prevenção e no monitoramento do diabetes e de suas complicações.

“Conseguimos um avanço muito importante para resguardar a saúde das pessoas com diabetes e daqueles que possuem risco de ter a doença. Já ofertamos um curso de qualificação em Educação em Diabetes para os profissionais de saúde do município, apoiado pela Federação Internacional de Diabetes (IDF). Por isso e por todas as ações que realizamos, São Luís é referência nacional em educação em diabetes”, informou Gutemberg Araújo.

Segundo a coordenadora de Assistência à Saúde Adulto da Semus, Fernanda Thomé, o papel dos educadores em diabetes é essencial, juntamente com a equipe multidisciplinar. “O educador faz com que a pessoa com diabetes monitore sua saúde com escolhas e ações baseadas em julgamento vindo da informação”, informou.

FONTE: http://www.oimparcialonline.com.br/noticias.php?id=64871

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br