30/11/2010 12:00 am

BRASIL, BOLÍVIA E PERU CONTRA O TRÁFICO

BRASIL, BOLÍVIA E PERU CONTRA O TRÁFICO

Brasil, Peru e Bolívia vão intensificar ações conjuntas em suas fronteiras para combater o tráfico de armas e drogas, num trabalho que deverá no médio e longo prazo incluir também demais países da América do Sul, afirmou o ministro Luiz Paulo Barreto (Justiça), após reunião, nesta segunda-feira (29), com o ministro de governo da Bolívia, Sacha Llorenty, em Brasília (DF). 

“A América do Sul deve buscar em conjunto soluções para esse problema. E a melhor de fazer isso é com cooperação, intercâmbio de informações, é com operações conjuntas”, disse ele. 

Na ocasião, o ministro Luiz Paulo Barreto informou que, se houver necessidade, o governo federal editará uma medida provisória (MP) a fim de garantir mais recursos para reforçar as ações de segurança no Rio de Janeiro. O ministro adiantou que as Forças Armadas continuarão dando apoio às ações do governo do estado.

 

Ações contra o tráfico nas fronteiras 

No próximo mês de dezembro serão realizadas reuniões entre equipes brasileiras e bolivianas para a apresentação do Vant, veículo aéreo não-tripulado que o Brasil comprou para fazer a vigilância de suas fronteiras, principalmente na região amazônica, e também discutir um plano conjunto de segurança da fronteira.

Na pauta de cooperação também está o combate à lavagem de dinheiro, em que o Brasil vem obtendo sucesso – a ideia é passar à Bolívia os mecanismos e instrumentos usados para o combate financeiro a organizações criminosas, afirmou Barreto.

O ministro da Justiça brasileiro reafirmou que a fronteira do Brasil com a Bolívia – bem como com os demais países da América do Sul – se caracteriza por ser uma fronteira de integração, onde as pessoas têm o direito de ir e vir, “mas não podemos permitir que essa integração também facilite o trânsito da atividade criminosa transnacional”.

O governo, disse o ministro, poderá editar uma medida provisória para liberar recursos ao Rio de Janeiro, a serem usados no combate à violência. O valor ainda será definido.

Também nesta segunda-feira (29) as operações no Rio de Janeiro foram tema de uma reunião entre a presidenta eleita, Dilma Roussef, e o governador do estado, Sérgio Cabral, na Granja do Torto, em Brasília. A idéia é fortalecer ainda mais a parceria entre os governos federal e estadual.

E o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ressaltou, em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente, que a operação contra o tráfico no Complexo do Alemão foi um sucesso, mas que é apenas o começo. Lula deu os parabéns ao governador Sérgio Cabral e adiantou que deve visitar o Complexo do Alemão, ocupado no último domingo (28).

“Eu acho que o Sérgio Cabral fez um trabalho excepcional, eu espero que outros governadores comecem a fazer a mesma coisa, porque só tem um jeito de a gente vencer o crime organizado – é combatê-lo. E o governo federal só pode entrar na medida que haja o pedido de um governo, como o Sérgio Cabral, humildemente pediu e nós, humildemente, atendemos”, afirmou o presidente. 

 

Fonte: 
Blog do Planalto
Agência Brasil

FONTE: http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2010/11/29/brasil-bolivia-e-peru-contra-o-trafico

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br