5/01/2011 12:00 am

BOLÍVIA AMEAÇA IR A HAIA CONTRA O CHILE PARA GARANTIR ACESSO AO MAR

BOLÍVIA AMEAÇA IR A HAIA CONTRA O CHILE PARA GARANTIR ACESSO AO MAR

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O ano de 2011 começa com tensões entre países latino-americanos. O ministro das Relações Exteriores da Bolívia, David Choquehuanca, anunciou que o governo do presidente Evo Morales analisa a hipótese de recorrer ao Tribunal de Haia contra o Chile. Bolivianos reivindicam o direito de saída para o mar. Desde 1879, depois de uma guerra com o Chile, a Bolívia perdeu 400 quilômetros de costa e não dispõe de litoral.

Os dados são da imprensa oficial da Bolívia, a Agência Boliviana de Informações (ABI). “Em momento algum rejeitamos a possibilidade [de recorrer] ao Tribunal de Haia”, disse Choquehuanca.

“Estamos lidando [em busca de um acordo de forma] bilateral até este momento. Mas não é descartado o espaço multilateral, nos tribunais internacionais”, acrescentou o chanceler boliviano.

No ano passado, os presidentes Evo Morales e Sebastián Piñera, do Chile, criaram uma comissão formada por integrantes dos dois países com o objetivo de analisar o assunto. Segundo Choquehuanca, as negociações avançam, mas ainda não há resultados concretos. Em 1976, os dois países romperam relações depois de mais um acordo fracassado.

Em outubro, o presidente do Peru, Alan García, ofereceu a Morales o direito de uso do Porto de Ilo para negociar a venda de gás, o trânsito livre de embarcações e condições de acesso por 99 anos. A iniciativa ameniza a ausência de saída para o mar por parte da Bolívia. A ideia de oferecer o uso do Porto de Ilo não é nova. Em 1992, o então presidente da Bolívia Jaime Paz Zamora e o do Peru, Alberto Fujimori, assinaram um documento estabelecendo a parceria. Mas o acordo nunca foi executado.

Edição: Juliana Andrade

 

FONTE: http://agenciabrasil.ebc.com.br/ultimasnoticias?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p_col_count=1&_56_groupId=19523&_56_articleId=3156329

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br