16/08/2012 12:00 am

Bancários pedem reajuste salarial de 23% e participação nos lucros

Bancários pedem reajuste salarial de 23% e participação nos lucros

O Sindicato dos Bancários do Maranhão apresentou sua Campanha Salarial  com o objetivo de conscientizar a população sobre as metas a serem alcançadas na campanha deste ano. Na oportunidade,  denunciaram a lucratividade bilionária à custa da saúde dos trabalhadores e o desrespeito desmedido à lei das filas, entre outros, em razão do número reduzido de bancários. 

O presidente do Sindicato, José Maria Nascimento, ressaltou a necessidade do fortalecimento da mobilização da categoria e a conscientização dos clientes, da sociedade como um todo, para a campanha salarial dos bancários deste ano.

Ao mesmo tempo em que reivindicam melhores salários, benefícios sociais, saúde e condições de trabalho, os bancários cobram respeito e dignidade no atendimento aos clientes e usuários dos serviços nas agências.

A cada ano, os lucros dos bancos batem recordes. No primeiro semestre de 2012, os cinco maiores bancos do país (Itaú, Bradesco, Santander, Caixa e Banco do Brasil) lucraram aproximadamente 23 bilhões. No entanto, os banqueiros não investem em melhorias para seus empregados. Pelo contrário, nos últimos meses, vários bancários foram demitidos sem justa causa, principalmente, nos bancos privados, como é o caso do Itaú-Unibanco que somente este ano já demitiu 9.000 trabalhadores.

Entre as principais reivindicações estão:

  • Reajuste salarial de 23%;
  • PLR de 25% do lucro líquido distribuídos de forma linear;
  • Reposição das perdas salariais acumuladas desde o plano real;
  • Contratação de mais bancários;
  • Respeito à lei 7.806/2002 (Lei das Filas).

http://www.maranhaohoje.com.br/?p=9919

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br