19/11/2010 12:00 am

AVARIA DE MÁQUINAS NO HCM: REDUZ CAPACIDADE DE DIAGNÓSTICO

AVARIA DE MÁQUINAS NO HCM: REDUZ CAPACIDADE DE DIAGNÓSTICO

O HOSPITAL Central de Maputo (HCM) parou de efectuar os exames de Ressonância Magnética e de Tomografia Axial Computarizada (TAC) em consequência da avaria das máquinas que efectuavam estes exames. Trata-se de equipamentos recentemente adquiridos e colocados naquela unidade sanitária com o objectivo de capacitar o país a realizar  o diagnóstico internamente, acabando com as deslocações ao estrangeiro à procura destes serviços.

Não foi especificada a data em que este importante equipamento deixou de funcionar. Mas, segundo o Ministro da Saúde, Alexandre Manguele, o problema deveu-se a oscilações de corrente eléctrica que ocorreram no hospital.

Perante tamanha gravidade do problema, Manguele disse não perceber como é que máquinas desta natureza e que custaram avultadas somas em dinheiro ao país tinham sido montadas sem um estabilizador para regular a corrente eléctrica.

A máquina de ressonância magnética, a última a ser instalada no HCM, foi adquirida no ano passado na Alemanha, a um preço de cerca de 1.4 milhão de dólares norte-americanos e a de TAC, na vizinha África do Sul, a pouco mais de 500 mil dólares, retirados dos fundos do Orçamento do Estado.

A entrada em funcionamento destas máquinas tinha sido recebida com grande expectativa pelos utentes do HCM, uma vez que se abria um espaço para o país deixar de depender do estrangeiro, da África do Sul, em particular, para fazer exames de radiologia e imagiologia,  por exemplo.

Dados colhidos na altura indicavam que na África do Sul, o mais barato teste desta natureza, custava cinco mil randes e podia chegar aos 11 mil randes, dependendo do tipo de exame. Regra geral estes altos custos eram suportados pelos doentes.

Com a avaria da máquina de ressonância magnética, o HCM deixa de ter os serviços de diagnostico de grande sensibilidade que detectava com precisão casos de alterações específicas do corpo, por exemplo da estrutura das articulações e ossos, informação  sobre a morfologia dos órgãos abdominais, aneurismas, tumores cerebrais e medula óssea, acidentes vasculares cerebrais, entre outras patologias.

Já a avaria do TAC impede o HCM de continuar a efectuar exames de lesões em qualquer parte do corpo humano e de doenças da mama.

FONTE: http://www.tvm.co.mz/index.php?option=com_content&task=view&id=7139&Itemid=77

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br