12/01/2012 12:00 am

Aumento do mínimo no Brasil fica abaixo de vizinhos, aponta OIT

Aumento do mínimo no Brasil fica abaixo de vizinhos, aponta OIT

MAELI PRADO

DE BRASÍLIA

O aumento real (descontada a inflação) do salário mínimo no Brasil ficou bem abaixo da média de reajuste nos países da América Latina e Caribe. Segundo relatório da OIT (Organização Internacional do Trabalho), até outubro de 2011 a correção do mínimo brasileiro foi de 1,4% (na comparação com o mesmo período de 2010), enquanto o percentual verificado nos países vizinhos foi de 7,1%.

Segundo o documento, a média da região foi puxada para cima pelo desempenho da Argentina, onde o salário mínimo real cresceu 22,4%. Tirando o país, o crescimento médio da região fica em 2,9%.

O desempenho do poder de compra brasileiro só não foi pior do que o da Colômbia, onde o mínimo real aumentou 0,2% no mesmo período de comparação, e do que o do Panamá, que registrou queda de 5%.

Em geral, se não se olha apenas para o salário mínimo, as remunerações médias reais cresceram bem menos, 1,5% na comparação com 2010.

Apesar do resultado, a OIT elogia em seus relatórios a política de salário mínimo do Brasil, destacando que entre 2003 e 2010, período do governo Lula, o crescimento médio anual foi de 5,8%, ou quase 60% no acumulado.

“O resultado foi um aumento do salário mínimo acima da expansão real do PIB [Produto Interno Bruto], o que desencadeou efeitos redistributivos importantes e contribuindo para a redução dos níveis de pobreza.”

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1033466-aumento-do-minimo-no-brasil-fica-abaixo-de-vizinhos-aponta-oit.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br