20/06/2012 12:00 am

Após passeata, camelôs protestam em frente à Câmara de SP

Após passeata, camelôs protestam em frente à Câmara de SP

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Comerciantes ambulantes se concentram em frente à Câmara Municipal de São Paulo na tarde desta quarta-feira após passeata no centro da cidade. Eles ocupam uma faixa do viaduto Jacareí e protestam contra a proibição do comércio nas ruas da cidade.

O grupo se reuniu durante a manhã na praça da Sé para uma passeata que pretendia passar em frente ao Tribunal de Justiça de São Paulo e chegar até a Câmara. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) cerca de 300 participavam do ato.

Eles são contrarios à revogação de um decreto municipal de 1997 que autorizava o trabalho de ambulantes nas ruas de São Paulo.

O decreto foi revogado pelo prefeito Gilberto Kassab no dia 19 de maio e ontem terminou o prazo estipulado para os camelôs desocuparem os chamados ‘bolsões de comércio ambulante na região do centro’.

Entre os motivos apontados pelo prefeito para a revogação estão “a necessidade de adoção de medidas que melhor garantam a urbanidade e o bem-estar da população, possibilitando a reordenação do espaço público, assegurando a acessibilidade aos pedestres e preservando a paisagem urbana e o patrimônio histórico”.

Na segunda-feira (18), sete ambulantes cegos e um deficiente físico se acorrentaram em frente à Prefeitura de São Paulo em protesto. O grupo pretende fazer vigília no local todas as noites para pressionar o governo a retomar as negociações.

O ambulante cego, Agenor Rodrigues de Sá, 51, que trabalha há 29 anos nas ruas do centro de São Paulo, reclama que o prefeito oferece como alternativa apenas o trabalho nas feiras livres. ” É definitivamente impossível, somos deficientes visuais e físicos”, afirma Sá.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1107594-apos-passeata-camelos-protestam-em-frente-a-camara-de-sp.shtml


CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br