18/06/2010 12:00 am

APÓS ACORDO, DUTRA E CONCEIÇÃO ENCERRAM GREVE DE FOME

APÓS ACORDO, DUTRA E CONCEIÇÃO ENCERRAM GREVE DE FOME
O fim da greve aconteceu com um acordo que permite aos descontentes fazer campanha para outro candidato a governador desde que ele seja de partido que apoie nacionalmente a petista Dilma Rousseff.

O deputado Domingos Dutra (PT) e o petista Manoel da Conceição, um dos fundadores do partido, encerraram nesta sexta-feira (18) a greve de fome que faziam em protesto contra a decisão do diretório nacional do PT de retirar o apoio a Flávio Dino (PC do B) para apoiar a reeleição da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB). Conceição apresentou problemas de saúde e foi transferido para um hospital em Brasília. A ex-deputada Terezinha Fernandes, que fazia greve de fome no Maranhão, também encerrou a manifestação.

Segundo a assessoria do parlamentar, o fim da greve aconteceu com um acordo que permite aos descontentes fazer campanha para outro candidato a governador desde que ele seja de partido que apoie nacionalmente a petista Dilma Rousseff. No Maranhão, além de Dino, Jackson Lago (PDT) é de um partido que tem aliança nacional com o PT.
saiba mais

Conceição tem 75 anos e saúde debilitada. Na quarta-feira (16) ele já tinha passado mal e suspendeu a greve de fome por 24 horas. Nessa quinta-feira (17) o fundador do PT retomou a manifestação e seu quadro de saúde piorou. Ele estava sendo atendido no serviço médico da Câmara, mas diante da piora foi levado para um hospital.

Dutra também começa a apresentar problemas de saúde. Ele chegou a desmaiar no plenário da Câmara nesta manhã. O deputado federal está senado atendido no serviço médico da Casa. Ele colocou no seu twitter na manhã desta sexta-feira que tinha sido diagnosticado um quadro de início de insuficiência renal.

Os dois começaram a greve de fome na sexta-feira da semana passada, logo após o anúncio da decisão do diretório nacional do PT de apoio a Roseana. Durante a manifestação, Dutra fez alguns discursos em plenário. Para ele, a obrigação de apoiar Roseana faz do PT uma “sublegenda” do PMDB.
Fonte: G1

FONTE: http://www.vermelho.org.br/ma/noticia.php?id_noticia=131718&id_secao=73

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br