16/02/2011 12:00 am

ALTA DOS ALIMENTOS LANÇOU 44 MILHÕES NA POBREZA

ALTA DOS ALIMENTOS LANÇOU 44 MILHÕES NA POBREZA

Relatório do Banco Mundial sugere que índices de aumento no preço dos alimentos são alarmantes e já disponibilizou US$1,5 bilhão, equivalentes a R$ 2,2 bilhões, para minimizar os impactos.

Pedro Nakano, da Rádio ONU em Nova York.*

A nova alta no preço dos alimentos lançou 44 milhões de pessoas na pobreza em países em desenvolvimento, desde junho passado.

A informação faz parte de um relatório do Banco Mundial e foi divulgada nesta terça-feira, antecipando-se ao encontro do ministros das Finanças do G-20, em Paris.

Níveis Perigosos

Para o presidente do Banco Mundial, Robert B. Zoellick, os preços globais dos alimentos estão aumentando “a níveis perigosos”, ameaçando dezenas de milhões de pessoas em todo o mundo. Zoellick disse ainda que, em muitos países, as pessoas gastam mais da metade de seus salários com comida.

De acordo com a última edição do Food Price Watch, índice do preço dos alimentos do Banco Mundial, houve um crescimento de 15% entre outubro de 2010 e janeiro de 2011, 29% acima dos níveis do ano passado.

A situação só não foi mais grave por causa da boa safra em muitos países africanos e o aumento moderado do preço do arroz.

O Banco Mundial colocou à disposição cerca de R$ 2,2 bilhões para minimizar o impacto da alta. Mais de 40 países de baixa renda já receberam ou ainda receberão assistência.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

FONTE: http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/detail/192147.html

 

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br