26/11/2012 12:00 am

Alemanha descarta perdoar parte da dívida da Grécia

Alemanha descarta perdoar parte da dívida da Grécia

 

A Alemanha descartou nesta segunda-feria (26) que se perdoe uma parte da dívida da Grécia, cujo resgate financeiro é negociado em Bruxelas pelos ministros das Finanças da Eurozona, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

 

Em coletiva de imprensa o porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, assinalou que vários Estados do bloco comunitário se opõem a essa solução.

 

Seibert argumentou que existem razões jurídicas contra essa possibilidade, em particular o Artigo 125 do Tratado sobre o funcionamento da União Europeia (UE).

 

Esse regulamento estipula que os membros da UE não podem assumir as dívidas de outros Estados que façam parte do grupo, segundo Berlim.

 

Não obstante, o funcionário sustentou que seu país espera que os ministros da Eurozona, o FMI e o BCE cheguem a um acordo sobre o resgate a Grécia. Vamos a essa reunião com a esperança de encontrar uma solução para todos os temas em suspenso, apontou.

 

As partes tentam nesta segunda-feira descongelar o segundo pacote de resgate a Grécia pendente desde junho, cujo montante ultrapassa a 31 bilhões de euros.

 

Por sua vez, o ministro grego das Finanças, Yannis Sturnaras, reiterou em Bruxelas que seu país cumpriu com as exigências de seus credores internacionais e espera que estes agora desembolsem o próximo trecho de ajuda e lembrem os termos do resgate.

 

No entanto, o acordo que se consiga na capital belga não será definitivo até a reunião do Eurogrupo prevista para 3 e 4 de dezembro.

 

Isso se deve ao fato de as eventuais decisões que sejam adotadas nesta segunda-feira ainda deverão contar com o aval de alguns parlamentos nacionais, como o alemão.

 

Fonte: Prensa Latina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=199758&id_secao=2

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br