18/02/2011 12:00 am

A INSERÇÃO DA COMUNIDADE DE ENTORNO DO PALÁCIO CRISTO REI NO RESGATE E VALORIZAÇÃO DAS MEMÓRIAS

A INSERÇÃO DA COMUNIDADE DE ENTORNO DO PALÁCIO CRISTO REI NO RESGATE E VALORIZAÇÃO DAS MEMÓRIAS

Atualmente, está sendo feita a aplicação dos questionários para determinação do perfil do público-alvo do projeto

Fruto de iniciativa da supervisora do Palácio Cristo Rei, Clores Holanda, juntamente com as ex-estagiárias Ana Paula Assaí Camapum e Lia Andréia da Silva, o projeto “A inserção da comunidade de entorno do Palácio Cristo Rei no resgate e valorização das memórias da UFMA” começou a ser elaborado em junho de 2010. O projeto, que tem a duração de dois anos, visa conscientizar a comunidade da existência do Palácio Cristo Rei, de sua importância como entidade museológica e promover o resgate e valorização do Memorial Cristo Rei, junto aos moradores do entorno. “Pois muitas pessoas desconhecem a existência do Memorial”, destaca Holanda. 

Como a Universidade Federal do Maranhão foi a primeira instituição de ensino superior do Estado, uma quantidade considerável de pessoas que residem no centro estudaram na UFMA ou têm filhos ou netos que passaram pela Instituição. Devido a este fato, foram escolhidos 200 logradouros para participar da segunda fase do projeto, a aplicação do pré-teste e do teste através de um questionário para identificação do perfil deste público-alvo. 

O Pré-teste é a fase inicial da pesquisa, realizada com uma amostra da quantidade total de pessoas a serem entrevistadas, tendo por objetivo diagnosticar se as perguntas contidas no questionário atendem aos objetivos da pesquisa, verificando possíveis alterações a serem realizadas no formato dos questionários. “Até agora, o perfil do público-alvo recaiu sobre pessoas idosas, predominantemente do sexo feminino. A partir destes dados foi elaborado outro questionário, que está terminando de ser aplicado. O próximo passo é a tabulação dos dados obtidos”, declara Reylson Pereira, estagiário do Curso de Turismo da UFMA que participa do projeto. 

A aplicação do teste, questionário final, será concluída no final do mês de fevereiro. Em geral, o questionário buscará respostas para as seguintes questões: Quem é essa comunidade? Eles têm conhecimento da existência do Memorial? Já o visitaram? Se não, há interesse em fazê-lo? Possuem algum material que sirva como registro da história da UFMA? Segundo Clores Holanda, um dos objetivos do projeto é resgatar a memória da UFMA através de fotografias, documentos ou outros registros que os moradores do entorno possam dispor para alimentar o acervo do Memorial Cristo Rei, museu que guarda a história da Instituição. 

Como o projeto é de pesquisa e extensão, a terceira fase, que inicia em março, objetiva trazer este público para conhecer e atuar em atividades patrimoniais e participar de palestras, oficinas e minicursos elaborados de acordo com o perfil identificado através da aplicação dos questionários. “A temática das atividades direcionadas ao público abrange a Educação Patrimonial, a apresentação da finalidade do Memorial Cristo Rei e a interação sociedade-museu, pois o museu cumpre só pode cumprir o seu papel social se houver interação com a sociedade, visto que ele surge da sociedade e é feito para ela”, afirma Lia Andréia da Silva, que participou da elaboração do projeto. 

 

FONTE: http://www.ufma.br/noticias/noticias.php?cod=10126

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br